Anchieta Guerra - 1 de Novembro de 2016 - (1741 já leram)

“O DIA DE FINADOS”. Por Anchieta Guerra

Para relembrar “Os Mortos” foi criado em 02 de Novembro, no século II, pela Igreja Católica, “O Dia de Finados”. Em alguns países, contudo, essa denominação se diferencia às vezes, um pouco. No México, por exemplo, é chamado de “O Dia dos Mortos”, em outros países, pode ser considerado como “O Dia dos Fiéis Defuntos”. Porém, na verdade, o importante é que se reverenciem os Mortos em qualquer parte do mundo!

Nessa data, nós que temos alguns entes-queridos falecidos, devemos procuramos reavivar a memória em busca das lembranças daqueles que já se foram e, que, nos deixaram muitas saudades.  Raramente, alguém não “perdeu” um parente próximo ou distante, mas, com certeza, já deve ter passado por esse momento triste!. Por isso, é importante que não nos esqueçamos dos nossos que já partiram; que nos deixaram eternas saudades!

Devemos, portanto, visitar os cemitérios onde seus corpos mortais foram sepultados, para rezar e orar, pedindo a Deus que o proteja onde ele estiver. É claro que é dolorido, você saber que aquela pessoa que conviveu por muito tempo com você, está ali naquele sepulcro inerme por toda uma vida, tendo você ter que aceitar pra sempre, com a certeza de que um dia, você passará pela mesma situação a que se encontra seu ente-querido!

Assim, é preciso que sejamos humildes; que sejamos nobres para com os outros, nas nossas ações. Seja lá quem for!  Pobre ou rico; preto ou branco; bonito ou feio, todos temos um mesmo destino: O cemitério! Onde estará escrito: Aqui Jaz... REZARMOS!

Patos, 02/11/2016.
Anchieta Guerra

Publicidade