Misael Nóbrega - 22 de Fevereiro de 2017 - (17666 já leram)

Em seu leito de hospital! Homenagem a Sandra Sibele. Por Misael Nóbrega

Naquele quarto opala de hospital,
Olhava as gotas de soro caindo...
Como é triste uma vida se esvaindo
E depois ser manchete de jornal.

Eu rezava, em seu leito, de joelhos;
E, dizia para ela, bem baixinho:
Meu amor, não me deixe aqui sozinho...
Não queria vê-la nesses aparelhos.

De que vale a herança que juntamos?
Não vivemos o que economizamos...
Isso tudo eu sabia, mas não deu.

Oh esperança! De quê agora sirvo?
Roubaram-me o coração, ainda vivo;
Quando a luta, pra morte, ela perdeu.

Misael Nóbrega - Professor e jornalista

Publicidade