Assessoria - 20 de Maio de 2016 - (1347 já leram)

PL reconhece Pinto do Acordeon e sua obra como patrimônio histórico cultural imaterial de Patos

Por meio da atuação parlamentar da vereadora Cláudia Leitão Martins (PR) foi votado e aprovado por unanimidade, em segunda votação, durante a Sessão Ordinária desta quinta-feira, 19, na Câmara Municipal de Patos, o Projeto de Lei 040/2015, que dispõe sobre a propositura de reconhecimento do cantor, compositor e artista Pinto do Acordeon como patrimônio histórico cultural imaterial da cidade de Patos.
 
De acordo com a parlamentar, esta é uma homenagem mais do que justa, pela história de Pinto do Acordeon, sua arte, composições, já reconhecidos em homenagem prestada pelo município no ano de 2015, quando foram comemorados os 20 anos de sua participação na abertura do São João de Patos.
 
“Estou muito feliz em poder prestar esta homenagem em vida a este grande artista paraibano, reconhecido não só em nosso Estado, mas até internacionalmente. Agradeço a todos os pares pela aprovação e por também prestarem esta homenagem a este grande artista”, ressaltou Cláudia.
 
Outro PL aprovado nesta noite, também de autoria da vereadora, foi de número 039/2015, que institui o Programa Municipal de Patrimônio Material e Imaterial de Patos. O Programa, segundo Cláudia, tem o intuito de catalogar, instituir e valorizar o patrimônio histórico e cultural da cidade, inclusive com a abertura para elaboração de Projetos de Lei que possam reconhecer algumas obras como patrimônio histórico e cultural, para que assim possam ser protegidas.
 
Cláudia Leitão também apresentou durante a Sessão Ordinária desta quinta-feira (19), Requerimento solicitando a Mesa Diretora da Casa Votos de Aplauso para Ação Social Diocesana em comemoração aos seus 60 anos de existência e serviços prestados em Patos e região.
 
“Há muito tempo venho acompanhando o trabalho da Ação Social Diocesana de Patos e, na ocasião em que a mesma completa no próximo dia 24, 60 anos de serviços prestados a famílias em situação de risco, seja alimentar, educacional, ou ambiental em Patos e região, eu não podia deixar de prestar esta homenagem, juntamente com os meus colegas, que aprovaram o meu requerimento”, justificou.

Publicidade