102fmpatos.com.br - 5 de Janeiro de 2017 - (1121 já leram)

Nabor diz que PMDB será oposição em Patos e cobra fidelidade partidária de vereadores

O deputado estadual Nabor Wanderley(PMDB), saiu, mais uma vez, em defesa da unidade partidária ao cobrar postura ética dos quatro vereadores da legenda que ocuparão acentos na Câmara Municipal de Patos a partir da próxima Legislatura. Em entrevista ao Programa Cidade em Debate, nesta quarta-feira(04), Nabor afirmou que o partido vai seguir uma linha de oposição ao prefeito Dinaldo Filho e que todos devem seguir as deliberações que o partido deverá tomar em breve.

Ele não se esquivou de responder sobre o assunto que mexeu com os brios dos peemedebistas que foi a posição rebelde tomada pela vereadora Tide Eduardo(PMDB) que não aceitou a decisão do partido em lançar candidatura própria, tendo Fátima Bocão como candidata a presidente da Mesa Diretora da Câmara, e acabou permanecendo na chapa liderada pelo grupo situacionista de Sales Junior.

A vereadora rejeitou o cargo de 1ª vice-presidente na chapa de Fatinha e preferiu ocupar a vaga de segunda vice-presidente na chapa de Sales Junior. O ato foi considerado de rebeldia para muitos peemedebistas.
Tide, inclusive, não aceitara o enquadramento do partido, e segundo o deputado, isto será analisado posteriormente pela Comissão de Ética do PMDB que irá julgar se a parlamentar cometeu infidelidade partidária, podendo ela ser expulsa da legenda e consequentemente, devendo ter o mandato cassado pelo partido.

Nabor garantiu que o partido deve marchar unido, pois é um partido grande, de respeito e não pode ser desmoralizado com posturas isoladas que só atendam a interesses particulares. “Se a Executiva deliberar que seremos oposição, os quatros parlamentares devem seguir esta linha de conduta”, alertou ele.

O deputado ressaltou que nem ele nenhum parlamentar deve fazer uma oposição radical que prejudique os interesses da população patoense. “Vamos votar no que for para Patos, tanto na Assembleia Legislativa, como também na Câmara Municipal de Patos. Queremos o bem de Patos e não vamos fazer a política de quanto pior, melhor”, disse ele.

Nabor lembrou ainda que o mandato é do partido e foi conseguido por todos com ajuda da legenda e dos colegas candidatos, e não por conta própria.
Hoje o PMDB tem quatro parlamentares na Casa Juvenal Lúcio de Sousa: Ivanes Lacerda, Nadir Rodrigues, Fátima Bocão e Tide Eduardo. Apenas a última se mostrou antenada com as ideias da situação.

Publicidade